Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Em tempo

às vezes a lua acorda em minha janela,
vem brincar comigo durante a noite.
como velhos amigos contamos histórias
enquanto catamos estrelas no chão

o universo parece nosso aliado
nos dá todo o tempo do mundo,
o vento passa pelas fendas dos meus dedos
como se procurasse as corredeiras do rio

no horizonte tudo fica quieto:
é como se as árvores estivessem mortas,
os carros estacionados no sinal vermelho
e os santos, todos pagando promessas no altar

quando ela vai embora
a solidão desperta em meu peito
enquanto a escuridão toma conta da noite
ai, vou dormir como um anjo órfão
Pedro Cardoso DF
Enviado por Pedro Cardoso DF em 30/11/2007
Reeditado em 03/12/2007
Código do texto: T759401
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedro Cardoso DF
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 69 anos
4458 textos (97859 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 07:59)
Pedro Cardoso DF