Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONHOS VIVOS

 Os sonhos persistem,
 aos gritos, em silêncio.
 Entrecortando as noites tristes
 A cada intervalo, me resvalo, repenso.

 Deposito esperanças na realidade
 que não quer se calar na alma,
 que não quer se prender à calma.
 -Ânsia tensa de liberdade-

 O coração do homem pulsa,
 irrigando de sangue tua obra
 perpetuando sua arte avulsa
 no prazer que lhe corrobora.

 Nada se oculta da vida.
 Do comum ao perplexo.
 Do mais simples ao complexo
 livro de páginas lidas.

 Nada se escapa da morte.
 Basta ser vivente
 para ser sobrevivente
 até o dia do último corte.

 E enquanto penso o óbvio
 traço um outro plano
 de ser mais humano,
 neste mundo de curto pavio.

 Coragem e dignidade,
 para seguir na plenitude.
 Das nobres atitudes,
 quero apenas a liberdade.

 Liberdade dos sonhos que me assistem,
 alimentando-se da vida como inspiração
 aguardando seu momento de criação
 e por isso insistem, insistem, insistem.
 Sonhar é possível.

 Autor: Julimar Antônio Vianna
                  01/12/2007

 
 

 
Julimar Antônio Vianna
Enviado por Julimar Antônio Vianna em 01/12/2007
Código do texto: T760721
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Julimar Antônio Vianna
Caratinga - Minas Gerais - Brasil
138 textos (10878 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 11:57)
Julimar Antônio Vianna