Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Percalços

Os meus pés não querem mais
Andar sob esse chão que se desfaz
A cada passo que dou
Eu vejo que tudo atrás se afundou.

E lá na frente eu vejo
Os meus amigos com as mãos estendidas
Querendo me ajudar, querendo me puxar
Desse chão que quer afundar,
Mas eu vou continuar aqui
O meu chão não vai cair
Apenas o passado vai se desfazendo
Enquanto vou perfazendo
Esse caminho que não sei onde vai dar.

Já não enxergo mais ninguém
Tudo se apagou
E sinto o chão mais firme
E agora com as mãos vou me guiar
Até poder encontrar
O fim de tudo isso.

Não havia paredes
Mas onde eu toco se forma uma
Agora são paredes pra todos os lados
Já não há mais espaços
Não vou conseguir
Não vou conseguir
Sair desse labirinto que se formou.

Fico parado
E concentrado
Escuto uma voz que ecoa na minha mente
Dizendo que eu vá em frente
Mas e as paredes?
Mas não as vês, apenas sente
Acredite que não há nada
Acredite que tudo pode
E lá na frente apenas irá ver
Quem veio te socorrer
Não eram tantos como antes
Mas são o que realmente se importam.

25/11/05
Miguel Rodrigues
Enviado por Miguel Rodrigues em 25/11/2005
Código do texto: T76119
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Rodrigues
Barueri - São Paulo - Brasil, 33 anos
1434 textos (42683 leituras)
6 e-livros (1681 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:27)
Miguel Rodrigues