Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


O PAPAGAIO DE PAPEL 

Voa! Papagaio .Voa! 
Eleva-te, ao mais alto
desse azul firmamento , 
que perscrutas, com o teu olhar. 
E, enfunado pelo vento. 
Envaidecido, baloiças. 
E assim, teu devaneio 
se irá realizar. 
Voa!.. Papagaio. Voa! 
Levas contigo, as mensagens, 
que eu te segredei. 
Quando te preparavam, 
de luzidios enfeites, 
de coloridos gritantes, 
nas tuas asas brilhantes. 
Para deslumbrares os ares 
E, quando foste largado!... 
Levavas todos os recados. 
Que eu tinha no coração. 
Eram leves, não te pesavam. 
Não te impediam de voar. 
Entrega-os, não te esqueças. 
Nessa tua louca andança!.. 
não os percas da lembrança. 
Lá, os tens que deixar. 
Eu indiquei-te o lugar!. 
E, se alguma troca te derem. 
Então, aqui fico à espera. 
E não mudo de lugar. 
Voa!... Papagaio. Voa! 
Que encantas quem te olhar. 
E estás preso ao cordel, 
aqui, do meu suspirar. 
Não te irei desprezar. 
Voltarás aqui te anseio. 

De tta 
1-12-07 
21;31
Tetita
Enviado por Tetita em 02/12/2007
Reeditado em 02/12/2007
Código do texto: T761514

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tetita
Setúbal - Setúbal - Portugal
1397 textos (80128 leituras)
65 e-livros (5625 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 09:47)
Tetita