Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Maturidade sentimental

Sou um poeta, leitores e leitoras,
Sempre o fui..
Mas de apenas escritor de poesias imaturas,
A ator da minha vida, passei.

Sou um experimentador das oportunidades oportunas
Que surgem em meio aos ventos turbulentos que me tentam desviar do meu caminho.
Sou um homem cujos sonhos suspira e lamenta aqueles que se perderam sozinhos
E tenta, sem parar, alcançar aqueles que lhe restam, apenas.

Não temo as conseqüências do amor proibido,
Ou da falácia a mim conferida.
Temo não viver os momentos mais felizes da minha vida dolorida
E deixar passar pessoas cujas ausências me causam feridas.

Desejo que as mulheres não me deixem por ciúme,
Já que eu aprendi com elas a não tê-lo,
Ou, pelo menos, com tanta intensidade a ponto de cometer o crime
De abandonar, da pessoa querida, o colo.

Sinto as dores dos erros que cometi
Por medo de cometer erros.
Mas alegro-me quando lembro tê-los cometido sem medo
E sinto saudades do seu gosto acalente.

Maturidade é fazer aquilo que se pode sem medo de ser feliz.
Eu acho estranha essa maturidade,
Mas é mais saborosa do que o amargor solitário de quem não quis
Amar aquele que nos ama sem fazer caridade.


                 H. P. Simões
Ulisses de Maio
Enviado por Ulisses de Maio em 02/12/2007
Reeditado em 27/01/2008
Código do texto: T761660

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ulisses de Maio
Fortaleza - Ceará - Brasil, 30 anos
1218 textos (16295 leituras)
21 áudios (170 audições)
16 e-livros (109 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 12:40)
Ulisses de Maio