Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Onde andam os meus casos...

Não é fácil rir, quando se está parado, sem eira, nem beira. Nem chorar.

Onde andam os meus casos
Por ora ao acaso
Fui de mim, certa alegria,
Mas quando cai em mim
Só, solidão, uma quase tristeza,
Dizem que de certo é bom
Ajuda a colocar as coisas
Em desordem no seu devido lugar
Se for que existe lugar para elas
O silêncio dos meus pensamentos
E o barulho do meu corpo
Transitam entre si, mutuamente,
Até que param
Quando levanto um copo e tomo um suco de laranja.

Peixão89
Primeiras Falas - 1983
Peixão
Enviado por Peixão em 24/03/2005
Reeditado em 08/06/2009
Código do texto: T7618
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120251 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:20)
Peixão