Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ventania

Hoje eu tentei escrever,
Mas não saiu de mim nada além disso que sinto:
Esse medo infundado,
Um medo de ser nada.
Hoje eu preciso escrever,
Mas nada posso transmitir além dessa idéia
Que não  me sai da cabeça:
De que eu sou pequena.
Eu preciso explodir em poesia
Mas a única poesia que consigo produzir hoje
São duas lágrimas inexistentes
E uma angústia que,
De contra vontade,
Tenta abraçar-me.
Tenho me sentido pequena
Diante dos acontecimentos da vida.
Dizer “adeus” quando na verdade
O que quero é dizer “fica conosco”.
Engolir o choro,
Quando o que quero é gritar minha dor.
Manter-me de pé,
Quando a ventania da incerteza e do medo
Passa levando tudo o que não seja eterno.
Eu sou guerreira, Deus Meu!
Sinto medo,
Mas não me entrego jamais.


(palavras desaguadas diante da perda de um ente querido em 07/01/2005)
Cinthya Danielle dos Reis Leal
Enviado por Cinthya Danielle dos Reis Leal em 25/11/2005
Código do texto: T76208
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cinthya Danielle dos Reis Leal
Petrolina - Pernambuco - Brasil, 40 anos
165 textos (73432 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 10:46)
Cinthya Danielle dos Reis Leal