Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LÁBIOS

Os lábios são belos.
Porém martelos se palavras de aço escapam-lhe dos traços
Finos e sensíveis; lábios libertam ou levam ao cadafalso.
Os lábios são puros.
Porém duros se deles saltam verbos ferinos e vociferados
Com precisão; querem atingir o coração de quem ouve o escutado.
Os lábios são destinos.
Porém com desatino se expulsam de perto do corpo amado
O corpo rejeitado; vaga ainda algum amante em campo desolado.
Os lábios são inquietos.
Principalmente se por perto boca outra lhe inspira desejo
Que ao fim não chega; sem gosto de beijo o sabor da incerteza.
Os lábios são cavernas.
Que sussurram palavras modernas que vem de um coração antigo
Como a canção do vento; música árida na solidão do momento.
Os lábios são discretos.
Se chamam para perto o objeto da conquista que se anuncia
Na umidade falada; ai do que foge do torpor da palavra lançada.
Os lábios são definitivos.
Fechados são os mais bonitos que apenas denotam o da alma
Incansável terremoto; abertos, o fim ignoto.


 



 
Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 03/12/2007
Código do texto: T763059

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
7331 textos (106726 leituras)
1 áudios (10 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 09:37)