Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Repuxos!

Dados em nós na corda, olhares travessos,
Ritos de passagem, travessias pelo além-mar,
Do que mal se acostuma, outras variações,
Centelha que reabre feridas estanques,
Fios solícitos com pontas muito soltas,
Sobe a porta, uma nova  segunda desponta,
Novas moedas para juntar tantos cacos,
Sobras de estilhaços que a bomba lascou,
Filamentos urbanos para cobrir o ciber-espaço,
Fantasmas se engalfinham em lodo & ranço,
Sem mesmo olhar para o próprio rabo avesso,
Inferno gelado entre plagas, placas & pragas,
O tom do riso encobre o escárnio salivante,
Injetou rock roll por toda a testa azeda,
Da noite mais perene que o olhar avista,
Cercas com novos nós, alguma volta ao mundo,
Travessuras para-didáticas entopem o sistema
Agruras para formações ignorantes & afins,
Fora de catálogo, nem ilustra a viela,
Difusos asseclas em conceptivos anormais,
Forja de párias para carregar o peso,
Inoculados em conservantes geram abismos,
Defeitos colaterais também fora de controles,
Submissos ministrados na porção vigente,
Criaturas sem paradigmas ou perspectivas,
Até que a onda volte pelo mar...

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 03/12/2007
Código do texto: T763066
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120469 leituras)
1 e-livros (243 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 17:50)
Peixão