Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MOLDURAS

Sei que sou um ser nostálgico por natureza:
Minha mente tem “flashes” de momentos vividos;
Instantes que teimam em não serem esquecidos...
O coração os guarda como fonte de riqueza.

Os rostos daqueles que se foram eternamente
São retratos emoldurados por imensa saudade;
Quando fecho meus olhos, uma luz me invade...
Deixa mensagens que só a minha alma sente.

Tive a grande sorte de nunca me sentir sozinho;
Boas recordações são muitas a me acompanhar,
Da infância e da juventude que eu pude gozar...
Tantos fatos e vidas ilustraram o meu caminho.

O tempo passa e com ele nós passamos também;
Reconhecemos tarde o valor que as pessoas têm;
As lições da vida, às vezes, são muito duras...

Sinto muito por exemplos que pouco aproveitei;
Uma pena por amizades que não preservei;
Sinto falta das pessoas por quem tive ternuras...

E é do sorriso delas que sempre me lembro,
Por isso, quando eu não mais tiver um setembro,
Quero ser um retrato feliz em várias molduras.

--------------------------------------------------------------------
Site do poeta: www.marcomansoro.wix.com/poesia
Marco Mansoro
Enviado por Marco Mansoro em 03/12/2007
Reeditado em 28/11/2013
Código do texto: T763201
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor o link para o site "http://recantodasletras.uol.com.br/autores/marodrigues"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Mansoro
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil, 52 anos
159 textos (14985 leituras)
28 áudios (1250 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 22:36)
Marco Mansoro