Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
A QUASE ABSOLUTA INCERTEZA DA MINHA CERTEZA: VOCÊ!
**************


O som que exala do seu peito deve causar o mesmo impacto que cria o seu silêncio!...


Não se imagine muda(o)!


Crie com os olhos,


com as mãos...


gesticule enquanto é possível!


De outra forma é melhor gritar como você faz sempre!...


Com a voz e com o corpo!


Seja igual,


superficial,


mas não queira os desiguais!


Sigamos sem gritos!


Sem falas!


Sem gestos!


Tudo isso não me importa!


Carrego a quase absoluta incerteza que a minha certeza é continuar longe de você!


©Balsa Melo

08.01.07

Paraíba

BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 03/12/2007
Código do texto: T763749
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87182 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 02:38)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)