Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
ESCRITURANDO MEU CORAÇÃO!
=======================================

Sei apenas que o dia encerrou e que a noite bocejou anunciando que as estrelas haviam acordado!...


Mas os meus sonhos estavam dispersos e

sem vontade de sair da letargia do quase total abandono!...


Não tinha certeza que o dia havia terminado!


Não sorria a lua para os meus olhos!


Tristes concepções de sentimentos misturadas aos devaneios do tempo...entremeado aos ponteiros sentimentais de um coração quase parado!


Ponteiros sem réplicas atinam para um semblante desprovido de respostas!


Emboladas vidas jogadas ao chão,

resultado de uma narrativa desprotegida pela corroída pena, da caneta e da vida, discorrendo sem trégua anunciando que o sol vai raiar!


Tudo de novo e novo!


Sonhos,

lembranças,

saudades,

visões vilãs de amores...


de luas em pleno dia e

sol no fim da noite!


Letras findas.


Dicionário imprestável que não aponta uma letra sequer para se juntar às outras para escriturar meu peito sem o seu nome!


Fogo...


vou acender a minha chama com as bolas de papel que expurgam do meu peito dores indefiníveis e impiedosas!


©Balsa Melo
26.01.07
Paraíba - Brasil


BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 03/12/2007
Código do texto: T763805
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87165 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 17:01)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)