Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CONSCIÊNCIA OCULTA

Fui mais teu do que a brisa pertence à montanha;
do que a manha compõe a criança mimada;
nada é mais, do que seja, que um dia fui teu,
até mais do que meu, na minha solidão...
E te amei mais que os ébrios à própria "tequila",
peguei senhas, fiz fila de sonhos contigo,
porque foste o meu pulso, a razão dos meus passos,
meus espaços, meus dias, o meu horizonte...
Sendo assim te perguntes, não somente a mim
o que deu esse fim ao que era infinito,
fez de minha emoção esta névoa que abrigo...
Recomponha o percurso cumprido por nós,
ouça bem essa voz que porcerto alardeia
no silêncio irreal da consciência oculta...
Demétrio Sena
Enviado por Demétrio Sena em 04/12/2007
Código do texto: T764807
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Demétrio Sena
Magé - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
3051 textos (61804 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 00:14)
Demétrio Sena