Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOB AS ESTAÇÕES DO AMOR

Nada quero em momentos,
Quero algo que seja eterno,
Que não seja de passagem.
Vontade louca de poetar
Escrever meu dia-dia
Transcrever este coração.

Quando vier o amor,
Que não seja só na primavera,
Mas, que renove com o outono,
Tome um café no inverno
E brinque no verão.
Como se não fosse a única vez.

Brote como a flor, linda
Que espalha seu odor sobre ar

Tudo suas folhas sejam mudadas,
Que apenas continue a raiz amor.

Que se lave, dance e cante com a chuva,
Busque a louca forma de amar até sob pingos.

Deixe claro com o os lume do sol
Nada seja ofuscado pelo desamor.

Eis que tudo se continue a cada ano que passa
Que fique apenas a vontade de amar.


Flávio Miranda
Enviado por Flávio Miranda em 04/12/2007
Código do texto: T764924
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Flávio Miranda
Belém - Pará - Brasil, 36 anos
85 textos (25349 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/09/17 09:01)
Flávio Miranda