Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NADA DE EXCEPCIONAL

Chego-te fresca.
Uma manhã invadindo tuas manhãs.
Chego-te como um buquê de flores do campo.
Tu que me olhas de soslaio pensa.
Pensa que sou um sonho.
Não uma presença.
Pensa que sou uma etérea criatura que habita teus sonhos.
Não é só isto que eu sou.
Apesar de tanto falar de dores e amores...
Apesar da leveza das flores...
Apesar de viver poetando eu estou um amor buscando.
E sou real.
Uma mulher em busca de um amor sensacional.
Nada de excepcional.
SONIA DELSIN
Enviado por SONIA DELSIN em 05/12/2007
Reeditado em 12/04/2011
Código do texto: T765596

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SONIA DELSIN
São Carlos - São Paulo - Brasil
4561 textos (80341 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 14:42)
SONIA DELSIN