Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LOBA SOU





Loba do Cerrado Goiano,

caminhante das madrugadas,

sigo o meu peregrinar

nas matas  selvas,

montanhas  toda  natureza.

Busco minha matilha

para que possamos caminhar

lado a lado  lutarmos
 
pela  sobrevivência.

Somos animais

considerados pelos humanos

como ferozes,

 temos a nossa clã,

nossa maestria

que trazemos

em uma evolução

do reino animal.

Somos amigos  companheiros

mesmo na distância

 seguimos os passos

daqueles que são nativos

 que compreendem

 nossa maneira de ser.

Somos família

 mostramos isso aos homens

para que aprendam

de amor  companheirismo,

 lutarem unidos

por uma causa justa

 pela sobrevivência

contra a maldade humana.

Somos estranhos para quem

não entende da natureza

e toda a sua criação.

Somos animais

protetores dos xamãs

 sempre os acompanhamos

em sua estrada nessa vida

de guerras  revoltas,

violências  discórdias.

Difícil explicar para uns

o que somos.

Apenas aqueles,

com quem sintonizamos, sabem

da nossa verdadeira essência.

Assim somos nós...

Lobos uivantes na lua cheia,

 reverenciando

a Mãe Natureza

com todo seu encanto.

É  nosso canto de amor a Mãe

 muitos não sabem

que o uivo é apenas amor...

Uivando chamamos nossos amados

 somos fiéis no amor

 com a família.

Gostamos das campinas

 de correr sem destino

a brincar com a vida

 sentir o ar fresco .

Dançamos ao redor da fogueira

saldando o elemento fogo.

Somos ligados aos elementos,

 a todos seres

que brincam na roda da vida.

Somos lobos, mas amigos

de quem são nossos amigos

 que nos aceitam

como seres em evolução

em nosso reino animal.

Temos um olhar penetrante

 somos maculados

por essa energia

que trazemos no olhar.

Mas ninguém percebe que

ao retirar nossos olhos

tudo se perde,

ficando apenas uma ilusão

naqueles que nada entendem

da Mãe Natureza.

E nessa madrugada

deixo meu uivo de amor

à toda essa humanidade

para que se una

em paz  harmonia

 lute de mãos unidas

para a salvação nossa

 do planeta Terra,

que ora se finda lentamente

pela maldade

 ignorância humana.

Namastê

de um Lobo velho

que ainda luta com amor.











 
 



ZEL
Enviado por ZEL em 26/11/2005
Código do texto: T76630
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ZEL
Aparecida de Goiânia - Goiás - Brasil, 69 anos
311 textos (33936 leituras)
8 e-livros (803 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:31)
ZEL