Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alma

Corre-me nas entranhas
Transtorna
Causa arrepios súbitos na alma…
Carne que envolve
Se corrói mas jamais apodrece
Murcha por vezes
Cambaleia por outras
Quando embebida por outros seres
Desespera
Consome-se
Alimenta-se e passa fome por vezes.
Despe-se e nua entrega-se às madrugadas sem nome
Sem luar, sem frio, inerte…
Canta quando a terra a encanta
Escreve quando a alma suspira
Dança quando o dia acorda
E chora quando adormece.
Alma confusa
Difusa
Expectante
Que vive e morre em mim…
Joana Sousa Freitas
Enviado por Joana Sousa Freitas em 26/11/2005
Código do texto: T76669
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Joana Sousa Freitas
Portugal, 40 anos
118 textos (7239 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:35)
Joana Sousa Freitas