Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Jeito de corpo

O jeito é uma marca
Com ele nos eternizamos
Transparência
Tão nítida e real
Que é o nosso segundo corpo.
Aquele que sempre fica
Mesmo quando já partimos.
É a reedição de nós mesmos
Servidos em fatias de bolo.
O jeito é mais que uma marca
É recontar a vida
Em farelos na memória.
Refazer-se em capítulos.
O jeito é o olhar absorto
No retrato sobre a mesa
Enquanto envelhecemos
Vendo o mundo definhar
Desfiar o rosário dos dias
Apesar de nós
 Perpetuados com o jeito
Sem erudição
Apenas uma marca
Uma mancha na manga do tempo.
Aldo Guerra
Enviado por Aldo Guerra em 26/11/2005
Código do texto: T76698
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aldo Guerra
Rio das Ostras - Rio de Janeiro - Brasil, 60 anos
296 textos (26102 leituras)
3 áudios (490 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:40)
Aldo Guerra