Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INSÔNIA DEMENTE

Tento dormir,
acordo suado,
já não tenho mais paz,
só me resta escrever
um poema velado
que não fale de amor,
que esconda a dor,
que apenas disfarce
a insônia demente
que tão de repente
grudou em meu corpo
e dá tantos sinais
de virar companheira
quer eu queira ou não queira.



lineu de paula
Enviado por lineu de paula em 26/11/2005
Reeditado em 26/11/2005
Código do texto: T76734
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
lineu de paula
Estados Unidos, 62 anos
148 textos (11497 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:29)
lineu de paula