Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Boêmio...

As garrafas na mesa, servidas
revelam na justa  medida
a tristeza que eu levo e a vida
e daí?

Onde foi que o amor se perdeu?

Minha paz já é mera utopia
estampada nesta fantasia
um amor torturado de Orfeu

Escondido com ares da graça
um palhaço espelhado na praça
já se pinta pra poder sorrir

Peço então ao garçom outra dose
toco as cordas, quero a apoteose
de quem canta pra poder subir.
Hélio Pequeno
Enviado por Hélio Pequeno em 06/12/2007
Reeditado em 08/12/2007
Código do texto: T767375

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Hélio Pequeno
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
384 textos (14164 leituras)
8 áudios (283 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 08:41)
Hélio Pequeno