Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Superação

Tremia e tremia naquela noite fria
E no escuro sozinha se via
Acuada pelos cantos
Cantava velhos acalantos
Escorria-lhe vastos prantos
Toda vez que dormia

Já era manhã, quente e calma
Acariciava, o vento, tua palma
Acordaste feliz estranhamente
De forma que, certamente,
Os prantos limparam tua mente
Teu corpo, tua alma
BOI (Luciano Alencar)
Enviado por BOI (Luciano Alencar) em 27/11/2005
Código do texto: T76914
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original).
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BOI (Luciano Alencar)
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 29 anos
246 textos (25429 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:06)
BOI (Luciano Alencar)