Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lua

Uma alma branca e delicada
Muito bem vestida,
com sorriso alegre
mas com a solidão no interior
um rosto belo
com uma alma perdida
sozinha no espaço

com um pensamento distante
com uma consciencia pesada
como se estivesse na gravidade de um buraco negro
como se todo seu exterior fosse desabar sobre a própria alma
e esmagar todos seus sentimentos, todas esperanças

Uma Aurélia por fora,
impressionando todos com a beleza,
com a luz, com a delicadeza
E por dentro, no íntimo,
as batidas fracas do coração
o som melancólico de um violoncelo

a silenciosa alma...

Sozinha na profundeza da escuridão
Soam passos solitários na mente
A noite se tornando dia
O frio cortando o seu espírito

Sentindo a pior dor...
A da solidão
Aquela que destrói mais que um sepukku
e faz as recordações voltarem a mente

Lembranças de um tempo distante
Lembranças de um sorriso
Lembranças do rosto
tantos detalhes naquele olhar
e pode recordar com perfeição

Momentos buscado
mas não sabe o caminho para encontrá-los

As vezes busca a dor da solidão
mas redescobre que a pior dor é a de estar perdido na multidão!

Esperando pela volta daquilo que nunca foi
Esperando chegar no fim daquilo que nunca começou
Esperando entender as pessoas, os sonhos...
Esperando entender as coisas inexplicáveis...

O paradoxo da vida!

Mas no fundo, basta entender que tudo é falso e superficial!
LameDuck
Enviado por LameDuck em 27/11/2005
Código do texto: T77091
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
LameDuck
Rio Claro - São Paulo - Brasil
124 textos (4853 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:08)