Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O PROPRIETÁRIO

Choras porque não acreditas

Que toda a suavidade dessa tarde

É tua.

E que são tuas as margens do lago

Tuas, amado,

As curvas do meu corpo de Vênus.

Se choras, é porque não te insinuas

Pelos sinuosos contornos desse bosque,

Não te embriagas do buquê da minha boca.

Não vês que tudo é teu

E tu és tudo?

São teus os desenganos de Eros,

O relâmpago do riso,

Teus filhos, tuas mortes,

Esses gravetos queimando.
Nelson Oliveira
Enviado por Nelson Oliveira em 27/11/2005
Código do texto: T77268
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson Oliveira
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 55 anos
345 textos (25579 leituras)
2 áudios (313 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:55)
Nelson Oliveira