Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Xô preconceito

Xô preconceito
De Iolanda Brazão

Vem, chega aqui
Me abraça, me põe em teu colo
E me fala a linguagem do coração
Sei que as vezes é difícil
Dizer o que o coração sente
Mas pra que calar?
A verdade e pra se falar
Então meu bem
Solte esta voz presa na garganta
Olhe-se no espelho
Pra ver seu sorriso brotar
Trazendo assim alegria
De poder enfim se libertar
O homem pode e deve chorar
Quem falou ao contrario
Já morreu de vergonha
Por tão bobo preconceito
Já você deve se orgulhar
Por ter sentimentos
E  agora poder assumir
Vergonha de amar?
De expor seus sentimentos?
Isso já ficou para trás
Imoral  é não ter capacidade de amar
N ão ter lágrimas pra chorar
Portanto meu querido
Preconceito é pra ser quebrado
Amor pra ser exaltado
E o ser humano pra ser amado
O resto é papo furado.

Iolanda Brazão
Enviado por Iolanda Brazão em 27/11/2005
Código do texto: T77318

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ex: cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Iolanda Brazão
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
343 textos (32009 leituras)
3 áudios (627 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:42)
Iolanda Brazão