Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amélia

                                      AMÉLIA
   
A noite é feita de prantos - encantos! Silêncio. Olhares indiscretos. Indeléveis sentidos. Insustentáveis aromas.

A noite e seus mistérios! Liberta pensamentos. Acolhe sonhos reportados.

A noite desperta amores, acalenta demônios. Adentra lábios amordaçados, fadados.

A noite - desejos íntimos e medos reais. Prisioneira de grades polidas por de trás de montes carnais.

Fria, exaurida, temida. Escuridão nas estrelas, horror no luar.

Dona dos APAIXONADOS, asilados, escravizadas, engaiolados.......

A noite é feminina.
Tem cheiro de Cinderelas perdidas em borralhos de fogão, com sapatinhos de chitão.
Tem gosto de Peter Pans, vestidos em mantos de cetim. Sem Pirlim Pimpim.

A noite pertence aos Deuses - bandidos e banidos. Distantes e opressivos.

A noite é feminina. Será que só Deuses a podem habitar???

Profanos e Mortais. Esses também pertencem à noite. Ela sabe o que quer - É mulher.

Noite sangrando, fera esquisita, bela ferida, asa caída. Mulher - Noite.

Sem anjos, Densa. Afiada na lida, cansada na saída. suave no despertar.


Noite... vadia, menina, parida, ferida, perdida.
Noite... acata, abarca. Insiste, persiste, assiste. Se tranca na transa, machuca, afetos cambiados, rasgando sorrisos. Goza!
Noite... é ladra

Segue a noite assim............. Tô fora de mim.


Soraia Maria Lopes Martins

 
SoraiaMaria
Enviado por SoraiaMaria em 24/03/2005
Código do texto: T7743
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SoraiaMaria
Governador Valadares - Minas Gerais - Brasil
81 textos (350223 leituras)
3 e-livros (488 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 13:00)
SoraiaMaria