Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desavença

Tal qual esta voz,
Que mal balbucia
Tão bastas palavras
Como esta parca mente
Desça,
O mais fundo
Que tu’alma
Possa chegar.
Ao mais raso solo,
E me tenhas.
Para vós
Sim, vós mesmo.
Pois és minha amante e senhora.
E me tenhas
Tão perto quanto tua rubra face,
E me acomode junto ao seio,
Para louvar-me com tuas carícias,
E saciar ambos os desejos.
Desavença
Tua solidão junto à minha,
Afora deste pedestal.
Tal qual esta voz,
Que mal balbucia
Tão bastas palavras de amor.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 25/03/2005
Código do texto: T7787
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 56 anos
3231 textos (120199 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/10/16 15:53)
Peixão