Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Opaco e oblíquo...

Opaco e oblíquo
Ei-lo ao acaso.
Ferrenha será a mão,
Que de aperto ao peito
Revoará aos céus
Infinitos.
O nu se refaz,
Limpo e fremente.
Do cálice destaca
Impar luz,
Com sua trilha esporádica, búrnea,
E pertinente,
Onde
Um estulto momento
Desfaz cínica e estóica
A noite em sua calentura.
Ruínas de uma memória que se mira
Sem vislumbres,
Sem perdão.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 25/03/2005
Reeditado em 29/03/2005
Código do texto: T7795
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120251 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:21)
Peixão