Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Face,...

Face,
Esta vai
Por onde menos imaginamos.
Engana-se.
São coisas da pele.
Uma vez mais
Provareis o mal amargo
Desta saliva
Pura faceta,
Desprendida, telúrica
E leiga.
A tantos reclamos
Que,
Sem dar-nos ao tempo,
Este outro vil,
Arrebata em parcas odes
Todos os anseios.
Por mais que o corpo possa
Irradiar,
Sua máxima será
O desprezo às faces,
Faces ocultas,
Com picardia
E sem brilho.
Terás nos olhos
Estes brilhos,
Estes brilhos,
Que, feita uma cadente,
Sumirá em livre espaço
Para muitos pesares.
Oh! face,
Terá ou será
Teu destino em minueto
Para todo o sempre
A alinhar-se
Entre as sombras míticas
De todos os nossos imos.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 25/03/2005
Reeditado em 29/03/2005
Código do texto: T7796
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120255 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:40)
Peixão