Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Por que voas...

Por que voas
Em mão sedenta.
Edílio de um pobre louco.
Ficas onde estás,
Pois o sortilégio leva ao jogo
E perfaz teu sofrimento.
Mesmo que teus vasos resistam.
Tua alma se incendeiará,
Se a calma necessária,
Abarcando reles movimentos.
Um, dois, um, dois, ...
Tolos, tolos, tolos.
Pare em fá
Reflita sobre teu espaço
E caminhe sempre, sempre.
Não poderás mudar
O que já é passado.
Vibre como uma sonata de ré maior.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 25/03/2005
Código do texto: T7800
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 56 anos
3231 textos (120196 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/16 02:09)
Peixão