Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Imagens oscilantes...

Imagens oscilantes
Poucas sombras em devaneios na tarde
Escudam a face na rotina
Mais uma página a espera d’algum sentido
Rasgos lascinantes
Em meneios, sonhos alucinam em tal aperto
E por apuro, transbordam as culpas rosto abaixo
Não, sem o temor de novas tempestades
Mas o brilho tão intenso e carmim
Rubram mais apelos, mais sinais
Entumecendo todas as cavas
Inebriando em vórtice alucinados
Tal calor que abrasa pela presença
Simulando em vasta cópia tantos desejos
Ao empunhar em meio tuas coxas
Bebendo em cada beijo tantos sabores
Na maciez de teus seios no abraço
Ah!...sente o fôlego trôpego
Pela volúpia que explode no mesmo instante
E se brilham os olhos
Mais páginas de tal branco aguardam silentes
Mais um descaminho
Mais uma viagem nessa fugaz síntese
Para deitar a cabeça ao fundo do peito
E  deleitar outro beijo
Se tu és tanto amor
Este Jardim inda que parco
Sempre olorizar e florir

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 25/03/2005
Código do texto: T7838
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120251 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:59)
Peixão