Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A chuva cai...

A chuva cai
Quase quieta
Só o relógio está batendo
Um trovão soa no ar
O quarto em luz espelha
Esse quase silêncio
Não há palavras, nada, nada
Não há nada,
Só a minha solidão.
Acompanhando os passos da chuva
Amanhã será terça
Nem sei como vai estar o tempo
Olho para cama sem coberta
Tantas bitucas no cesto
O quarto do quarto do quarto
Sem luz,
Sem a sua luz
Ela está dormindo
Calada como os passos do meu silêncio
Travestida de noite
Perdida em cansaço,
Regado à trabalho
Tenho um novo trabalho
Tenho um novo lugar
Tenho um tempo perdido
Horas para nunca mais recuperar
A chuva esmaga o chão
Gota por gota,
Neste Jardim frio
Um frio de verão vencido
Um trabalho de outono
Espero a Lua,
Sua virada,
Sua cheia,
Espero, espero, espero,
Amanhã, um dia, outro dia
Uma chuva de solidão
Num mar de prédios.
Vou atravessar mais essa depois do sinal.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 25/03/2005
Código do texto: T7840
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120253 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:57)
Peixão