Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PRA SER

Tudo é muito normal
Até normal de mais
Nada muda de tão drástico nessa vida
Mas também não podemos considerar isso uma vida
É muita química & derivados na cabeça
Bom, de cabeça todo mundo entende um pouco
Mas temos muitos cabeças de bagre
É, aqueles que confundem nada com porra nenhuma
Isso, por que a vida é muito normal
O trem apita, o guarda pára,
A cozinha anda, a comida foge,
Você diz que vai embora,
E eu não sei se estou aí!!!
Tudo normal
O dinheiro nunca está valendo nada
E nada, é um baú de infelicidade que estamos comprando
Paga-se bem, é o que diz o anúncio
Um outro pede free-lancer,
Você me pede um voto
E ela com cara normal
Pinta quele trauma via Édipo,
Enforca-se a galinha da galinha, sem pena
O trem está atrasado de novo,
E você está parecendo um “romita”
A idéia foi para o espaço,
A graça fica barato,
Com aquele porre maldado,
Uma anta corre gritando,
“Um dia pra ser feliz.”
Normalíssimo
Agora esperamos a próxima parada
Uma parada qualquer,
Só não pode ter ataque cardíaco de cara,
Pois com a cara se bate no muro,
E você compra um jeans,
Rouba um beijo
E me pede pra ser...

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 25/03/2005
Código do texto: T7844
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 56 anos
3231 textos (120199 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/10/16 17:38)
Peixão