Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amar-te... vida em mim

Sinto-me doente, de tanto sentir.
Enlouquece-me este estar a sós comigo.
Vem, amor, eu estou só e tão sofrido,
Que melhor seria saber-me mentir.

Ah, mas mentir, mente quem pode,
Não sofre revés, de ato insano.
Mas eu ingênuo me descambo,
Sofrendo a dor, de ser meu nome.

Sempre o tempo há de correr,
Menos a loucura sem retorno.
E inda que eu morra ao abandono,
Serás tu, razão e vida, de meu viver.

Que todas as lágrimas, fossem aqui.
E o mar, que houvesse de trazê-las,
Eram estas minhas mãos, a enternecê-las
E todo o meu querer, estar junto a ti.

(17/12/04)
Jorge Humberto
Enviado por Jorge Humberto em 23/12/2004
Código do texto: T785
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Humberto
Portugal, 50 anos
2621 textos (66570 leituras)
22 áudios (936 audições)
13 e-livros (541 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/09/16 12:16)
Jorge Humberto