Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NAS LETRAS DOS POEMAS

Se minha paz dependesse de mim
Sem dúvida viveria feliz,
Mas vivo em lutas sem fim
Porque não tive o que quis.

Por isso sofro não nego,
Mas às vezes encontro alegria
Quando vejo seu rosto sincero
Clareio o escuro do mau dia.

Se acordo contente
Ela está comigo ao alvorecer.
Em um pensamento inconsciente,
Apenas para resistir e viver.

Como sou inconseqüente!
Fiz dela a razão da minha vida.
Em sonhos freqüentes
Criei minha fantasia

Mas a realidade é dura como pedra,
Cruel e sem coração.
Esfacelou minha vontade mais sincera
Amassou e despedaçou meu coração.

Sei que não vou morrer,
Pois todos passamos por isto.
E nas letras dos poemas aprendi a crer
Que a vida reserva esperanças em seus imprevistos.
Saturnino Segrel
Enviado por Saturnino Segrel em 30/11/2005
Código do texto: T79150
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Saturnino Segrel
Recife - Pernambuco - Brasil, 41 anos
57 textos (6484 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:21)
Saturnino Segrel