Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Sol bateu na minha cara...

O Sol bateu na minha cara
Dando um sinal de vida
A agitação da manhã corre solta
Essas quase mesmas caras na rua
Outro fio de fumaça sobe da ponta
Mais um sábado, mais um dia
Algumas notícias no rádio da onda
Um prato, um copo, um garfo na pia
O rosto assume contornos da água
Sempre o lençol solto na cama
A cabeça inchada de álcool ainda
Vai correr outro dia sem alquimia
Votos e fatos para uma noite clara
Com beijos dados na cara
Rastros calmos de mais um fim de semana.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 26/03/2005
Código do texto: T7954
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 56 anos
3231 textos (120198 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/09/16 17:24)
Peixão