Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FRAGMENTOS

Aquela voz rouca
Como o motor
Daquele que acaba de parar
Tem uma rádio no ar
Tentando tocar algumas canções
É uma tarde quase sem Sol
Alguns tiram do sono,
Seu recanto
Mas alguma coisa pulsa lá fora
A falta de dente incomoda
O ônibus que corre, derrama seus rodas
O asfalto entrega-se a elas
Uma voz criança sussura no Jardim
Esta porta que bate
Corre um dia de telefone mudo
Um ás me chama na seqüência.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 26/03/2005
Código do texto: T7956
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 56 anos
3231 textos (120199 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/10/16 07:20)
Peixão