Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Buraco Negro

Angélica T. Almstadter

Perdi seus olhos na imensidão,
Como me perdi sem direção.
Há muito que não me sabe, não me sente,
Há muito que nem a cor das minhas letras importa;
Se branco, negro ou um colorido insistente,
Tão pouco se atravesso ou não por essa porta...
 
Sem palavras e sem afeto;
Já não desfilo nesse cortejo.
Se era pra ser objeto, fugi desse projeto
Com destino ao meu desejo;
Mas há um misto de egoísmo e aberração,
Nas trocas e promessas; um jogo,
Carta aberta e descartável; pura sedução.
Me basto, em meu próprio fogo...
 
Não há lados, nem braços ou amores;
Só teorias sem prática, tentativas desconcertantes,
Procura desenfreada de odores e sabores.
Nada de entrega; só esperas frustrantes,
Tudo engolido rapidamente,
Aposentado no próximo passo,
E o sonho antes sadio, atraente;
Morre sufocado sem laço, sem abraço...
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 26/03/2005
Código do texto: T7974

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55634 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 09:13)
Angélica Teresa Almstadter