Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O peso do ouro...

O peso do ouro
Poucos pensam no seu peso
Os tolos sempre o querem
Dentes, brincos, braceletes
Aquela caneta, o isqueiro
Todos querem
Não se dão contas do seu peso
O peso do ouro
Uma vida insólita, próspera
Ao largo de todo e qualquer sentimento
O brilho é que interessa
Ah! esse brilho...
Enchendo a casa como um vagalhão
Absorvendo a tudo e a todos
O brilho do ouro
Corrompendo os caminhos
Torpedeando paulatinamente
Qualquer sentido do ser
O brilho do ouro
Agenda, telefone, telex...
Aquelas reuniões
O bem-sucedido, ao sucesso...
O brilho do ouro
E a vida pouco importa
Momentos, são apenas momentos
O resto não tem importância
Só o brilho do ouro
Quanto mais pesado, melhor
Quanto mais brilhante, melhor
Quanto mais, melhor
É isso que importa?
O ouro
Ter à mão, palpável, visível
E não se preocupar em olhar para trás
Nem precisa
É só vê-lo, tocá-lo, senti-lo
O que mais vale a pena do que isso?
Nada para muitos, para você, até para mim
Mas a vida traga as feras mesquinhas.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 26/03/2005
Código do texto: T8018
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120250 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:57)
Peixão