Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Oh! Verdes Campos

Oh! Verdes Campos
Mata adentro
Luz esmeralda em reflexo
Na cálida névoa que se dissipa
Flores bailam ao léu
Castanhas dormem em pé
Nesta música, neste canto
O beija-flor rodopia com o par
Com gestos de volúpia e paixão
Oh! Verdes Campos
Olhai os lírios, olhai
Ao balanço da brisa meiga
Sorrindo em graça do Sol
Ninhos esparsos, tocas benditas
Esquilos pulando, nozes correndo
Corujas dormem o sono dos justos
Outro pássaro paira no ar
A relva verde estremece
Ante o olhar deste incauto
No seu âmago há um receio
Pela sua não ação
Fora destes verdes campos
Fora desta mata
Uma floresta cresce a cada dia
É sua harmonia
Não é essa harmonia
Pura utopia
“No fundo de cada utopia não há somente um sonho.
Há também um protesto.”
E como sempre...
“Toda utopia se torna subversiva,
Pois é o anseio de romper com a ordem vigente.”
Oh! Verdes Campos.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 26/03/2005
Código do texto: T8019
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120250 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:45)
Peixão