Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ELOGIO DO AMOR

  ELOGIO DO AMOR


Nada, nada se perde porque tudo se transforma  ...
Mas o ser humano,
Alem de se transformar tambem se perde,
Quando se torna desumano ...

Perde-se, desencontra-se de si mesmo
E não mais recupera nem o caminho nem a forma....
Ignora, desperdiça e esbanja a esmo
A sua porção divina que, por ignorância, deforma !

Mas não é assim que o ser humano nasce ...
Ele próprio se transforma...
Ele faz-se ...

E dá para inquirir sobre as razões dessa transformação.
O lugar, o ambiente em que nasceu,  a sua educação ?
A vida que o maltratou,
O tempo mal vivido e que o devorou ?

A sua fraqueza animica que o impede de se erguer,
De lutar, principalmente contra a sua morbidez,
A sua ausência de vontade, de força e de coragem
Para enfrentar,
Suportar
E ultrapassar
Os desaires, os desencantos e tudo o que o faz sofrer ?...

A sua inaptidão para encarar, da vida, a dor e a voragem ?
A sua incapacidade para, após cair e cair, se  reerguer ?

E é assim, num  muito longo processo,
Que nunca tem retrocesso
E em que todos os valores são ignorados,
Omitidos e desprezados,
Que o ser humano se vai desumanizando ...



E envereda pela crueldade,
Ignorando a generosidade,
Não condescendendo nem contemporizando...

E aí temos um ser humano desumanizado !
Desenraizado
Esvaziado
Da sua própria essência !

Alguem que nunca soube  sentir nem beneficiar
Dos privilégios do amor,
Como antidoto ou bálsamo para apaziguar
Qualquer mal ou qualquer dor!...
 

O amor, o dom mais humano que nos caracteriza ...
Que abre e inventa caminhos e que milagres realiza ...


O amor que garante a nossa unicidade
E a nossa essencialidade ...

O amor que a nossa alma musicaliza,
Nos engrandece e nos reumaniza ...

O amor por nós mesmos,
O amor pelo divino,
O amor  pelo próximo.
O amor pelo outro ...
Mas sempre fazendo do amor um hino!...

Mais ainda, quando o amor é tudo o que temos para dar...
É por aí que aprendemos a sentir, a crescer,
A compreender,
A entender
E ... principalmente, a perdoar !...

O amor é ...

O estádio mais avançado da nossa consciencia,
Que remete o nosso coração para a indulgencia,
Para a clemencia
E que até nos ajuda a aceitar a impermanencia !..
















 
HELENA BANDEIRA
Enviado por HELENA BANDEIRA em 02/12/2005
Código do texto: T80260
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
HELENA BANDEIRA
Portugal
397 textos (11665 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:04)
HELENA BANDEIRA