Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0210 - Fuga


 
Ouço saudades, teu gosto vem à boca,
tenho vontades loucas do teu corpo,
nas madrugadas te caço na cama vazia,
encontro um resto de perfume no travesseiro,
então fujo... Tento ao menos ir para outro sonho...
 
Deixa-me sozinho com meus restos,
seja má, pouco importa! Te quero mesmo assim!
Sinto uma saudade que não passa...
as vontades aparecem latejantes na carne quente,
tua imagem não desaparece da minha lembrança.
 
Preciso de mais uma noite, uma apenas,
pergunte aos teus desejos antes de responder:
eles os querem todos... eles querem...
Continuas a fugir do que mais anseia,
impossível te perder, quando impossível te ter.

06/04/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 26/03/2005
Código do texto: T8031
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116245 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 19:06)
Caio Lucas