Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HISTÓRIA PRA UM CERTO PIÁ

Queria te contar sobre os poetas
sobre estes seres quase mitológicos
que insistem em viver,
                               malgrado o mundo...

Queria te contar sobre os meus versos
sobre essas rimas tão desencontradas
e as minhas emoções descontroladas
que sobrevivem a tempos adversos...

Queria te contar sobre os meus sonhos
sobre os castelos feitos de areia
sobre os fiapos, laços, sobre a teia
em que se enredam
os versos que componho

Queria te contar sobre os poetas...
mas sei que tu não podes compreender
porque nem mesmo os grandes
compreendem.
Talvez seja mais fácil compreenderes
estórias de peões ou de duendes,
de assombrações que vagam
nas campanas...

Por isso apenas peço que me ouças:
nas águas do Guaíba, em tardes quentes,
no vento das montanhas, na neblina,
nas flores que enfeitam as estradas,
e no chiado do mate no fundo
da cuia do teu pai...

Que tu me ouças, em dias embaçados
em noites de lembranças do passado
ou nos tornados vindos do Uruguai...

Que tu me ouças...
e um dia reconheças
nas simples letras que te deixo aos pés
o quanto eu te amei, sem conhecer-te
apenas por tu seres quem tu és...

e compreendas o que é ser poeta:
é ser como o carvalho, altaneiro,
que estende os galhos perto do ribeiro,
e dá ao caminhante sombra e paz...
Ser poeta, piá, é  ser valente
e sob o vento, não vergar,
jamais...

BH - 14.11.04
 
   



lisieux
Enviado por lisieux em 26/03/2005
Código do texto: T8047
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lisieux
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 61 anos
394 textos (14454 leituras)
3 e-livros (409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:36)
lisieux