Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O amargo...

Desta marca de tempo vincada nos rosto,
Desta palavra ardida dentro de mim,
Deste trêmulo medo que me cerca em meu posto,
Deste eterno desejo de viver no fim,

Deste ponto sagrado, onde pouco me encontro,
Deste jeito docinho de se fingir ser,
Desta face já palida e novamente, não conto,
Desta amargura que insiste em permanecer,

Desta mão enrugada onde o tempo marcou,
Deste sorriso amarelo, onde nem disfarçar,
Deste pequeno gesto onde nada restou,
Deste modo incerto onde não há mais lugar,

Desta meiga e calada palavra de amor,
Onde uma resposta se esconde no ar,
Deste misero sentimento de dor,
Deste andar, deste falar...

Desajeitado, encantado,
Meio de lado, tão torto...
Meio calado, mau amado,
Deste ponto de medo tão morto...

O amargo, onde eu toda noite me encontro,
E pela manha digo bom dia...
E assim todo tempo me escondo,
Atraz de uma fingida e tremula fantasia..
Daiane Rodrigues
Enviado por Daiane Rodrigues em 03/12/2005
Código do texto: T80476

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Créditos (criação): Daiane Rodrigues. - Não é permitido usar esta obra para qualquer fim sem a permição da autora.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Daiane Rodrigues
Américo Brasiliense - São Paulo - Brasil, 27 anos
392 textos (25457 leituras)
1 áudios (108 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 04:07)
Daiane Rodrigues