Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TODOS DORMEM

SILÊNCIO REINANDO PELA CASA.
TODOS DORMEM...
EU VOU FICANDO.
MADRUGADA ADENTRO CONSTRUÍNDO POESIAS...
ALGUMAS FORMIGAS PASSEIAM POR AQUI
OFERECENDO COMPANHIA.
UMA LUA REDONDA ME VIGIA E OS ANJOS FICAM POR AQUI
NUM RUFLAR DE ASAS VOANDO PELA CASA.
TANTOS AMIGOS INTERNAUTAS, TAMBÉM CORREM NAS PAUTAS DA MADRUGADA.
E A VIDA PASSA APRESSADA EM TAMANHA CORRERIA,
QUE QUASE NOS ROUBA O TEMPO DA POESIA...
ESSAS GERADAS NOS CHEIROS ORVALHADOS DA NOITE INFINDA.
QUE FALAM DE TRISTEZAS, DE AMORES, DE FLORES E DORES
E COM A VIDA RIMAM, ENFEITAM... CRIAM ASAS...
VOAM PELO MUNDO LEVANDO UMA MENSAGEM, UM SORRISO, UMA SAUDADE.
TODOS DORMEM ENQUANTO ACORDADOS PARIMOS NOSSOS POEMAS ALADOS,
PRENHES DE LIBERDADE.

Laura Duque
Enviado por Laura Duque em 06/12/2005
Reeditado em 06/12/2005
Código do texto: T81488
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Laura Duque
Cabo Frio - Rio de Janeiro - Brasil, 48 anos
294 textos (23187 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:15)
Laura Duque