Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ASSIM LEVO A VIDA!...

Ao grande contista e amigo Nelson Araujo, cavaleiro de todas as aventuras... Em 05 de dezembro de 2005

Angustiado e perplexo
diante deste complexo
que a humanidade engendrou,
julgo-me um autocrático
no inferno burocrático
em que o mundo se tornou.

Complemplando a natureza
me perco em tanta beleza
que o homem vil, maltratou,
mas de cuja exuberância
admiro desde a infância,
como o mestre me ensinou.

Nasci em berço de ouro,
mas encontrei meu tesouro
nos caminhos percorridos.
Plantei árvores frutíferas
sem nunca esquecer das vísceras,
dos nossos corpos fedidos...

Meus livros reúnem versos
que andaram muito dispersos,
pensei em me organizar.
Os quatro filhos que fiz
me fazem muito feliz
e devem continuar

o meu trabalho sem trégua,
canetas, tipos e régua
ou na vã filosofia;
pois assim eu levo a vida
na companhia querida
da viola e da poesia...
Ricardo De Benedictis
Enviado por Ricardo De Benedictis em 06/12/2005
Reeditado em 07/12/2005
Código do texto: T81514

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo De Benedictis
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 77 anos
1214 textos (272372 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:33)
Ricardo De Benedictis