Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESABAFO OU LIBERDADE?

Quando te ouvi falar: - "Fique firme", me senti sem forças (porque já não queria mais ficar firme), não queria ter que enfrentar as coisas de forma fria, de maneira a dar a impressão que era, ou que ainda sou inabalável como uma rocha;
Dentro de mim há uma voz que grita, clama, mas sou obrigada a calar, então sufoco o grito.
Sinto desejo de chorar, de dizer que não tenho nada de "super", que sou uma pessoa normal, que ama, chora, que sorri e que luta pelos ideais, mas muitas vezes...calo, pelo simples fato de não querer magoar o "outro", de causar decepções ou até, danos irreversíveis.
Já nem sei se a saida é fazer outras pessoas felizes (é possível)? quando a coisa mais importante é ser e estar feliz, pelo simples prazer de ter a liberdade de expressar sentimentos.
Quero mesmo e poder falar a plenos pulmões: - Deixem-me viver, quero a liberdade de escolha, de ser muitas vezes fraca, de errar, quebrar a cara, mas... deixem-me viver realmente.
Se isso não acontecer...poderei embrutecer e/ou robotizar, e isso não quero para mim.
Porém apenas murmuro: - Deixem-me viver, só assim poderei ser eu mesma e com certeza, estarei feliz.
Adi
Enviado por Adi em 06/12/2005
Código do texto: T81751
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Adi
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
325 textos (43502 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:19)
Adi