Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Inteiramente tua!

Inteira e tua!

Fecho os olhos e sinto,

A textura da tua boca,

O sabor da saliva, da língua...

Teu aroma de pele me excita.

Imprescindível para mim, teu hálito, teu sexo.

Teu corpo em meu corpo, agora...

Sem mais demora!

Misturar nossas essências.

Teu cheiro em mim, vêem deixa!

Fecho os olhos...

E trocamos emoções e sentidos,

Falando no ouvido...

Carinhos calientes, indecentes.

E você a me cravar os dentes...

Na grama, num chão, na cama...

Corpos num ritmo profano, antigo,

Me arrancas suspiros, gemidos.

Roupas espalhadas no chão,

Vai e vem de emoção,

Entra e sai de paixão...

Fugitivas lambidas, no pescoço, barriga...

Labaredas espalhas onde a boca repousa!

Tuas mãos a decorar-me as coxas,

A sentir-me as entranhas,

Quentes e carentes de ti....

Pronta e entregue pra te receber,

Todo dentro de mim!

Me possuindo... seduzindo.

Me lambuzo em teu mel,

E adoço o meu feu...

Com o teu aroma e sabor.

Verto todo teu líquido amor!

Rasgo o véu do infinito,

Te peço abrigo para o meu corpo aflito,

Para meus receios e anseios...

Te oferto meus seios!

Vejo o desejo em teus olhos.

E me lanço apressada

Numa cavalgada alucinada,

Num percurso de idas e vindas,

Me deixando tão louca,

Com água na boca...

Enlouquecendo de prazer.

Saciando meu querer, teu querer, meu querer...

Amo tua mordida, teus beijos, teus tapas.

Quando dominas minha ancas e nádegas entregues,

Aos teus mandos e desmandos,

A teus delírios e sonhos,

Fantasias, desejos...

Dono do meu corpo, vêem e acalma,

Essa fome de amor, esse furor.

Sou tua escrava, tua queixa...

É tua a minha emoção,

Só te peço, não me deixa,

Queimar de tesão!

Me entrego, toma posse do que é seu...

Temos noites a fio,

Para vivermos nossos lúdicos sonhos.

Madrugadas insones,

Só trocando calores.

Em lençóis, nossos corpos a sois .

E o mundo girando lá fora,

E a cabeça girando no quarto,

Num rompante de um gozo,

Gostoso... voraz!

Fecho os olhos, me toco, me aliso.

Meu amor eu preciso...

Preciso fazer,

Amor com você,

Ou mais cedo ou mais tarde,

Vou enlouquecer!
Observadora
Enviado por Observadora em 06/12/2005
Reeditado em 07/12/2005
Código do texto: T81762
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Observadora
Salvador - Bahia - Brasil, 50 anos
487 textos (27393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:40)
Observadora