Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0215 - Quieto... espero!


 
Muitas vezes o silêncio vem depois,
estudo cada letra, cada carinho,
lembrando versos e reversos de nós dois.
 
Também me encanta sua prosa,
espero o tempo, o canto, nossa música,
sua cor, até seu perfume de rosa.
 
Sinto barulhos vindo do seu peito,
nas palavras guardo lembranças,
somos como rio que sobe o leito.
 
Rondando entre luzes da madrugada,
imagino sim seus olhos soltos,
imagino amor e nenhuma amada.
 
Na boca sem seu beijo, sem um tom,
guardei alguns brilhos,
à espera dos lábios e as marcas de batom.

08/04/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 28/03/2005
Código do texto: T8209
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116253 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:31)
Caio Lucas