Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cortinas abaixadas...

Cortinas abaixadas
Vazio
A música que toca, não me toca
Som perdido no claustro da solidão
O Sol pouco se importa com minha passagem
Vara a noite, o meu olhar vazio
Perdido em pensamentos
Divagando num caminho de poucos retornos
Mas quando a Lua se ergue
Um não sei o que explode
Vociferando para longe de mim
Esses traumas, esses traumas
Até as 4:35 vou me bater
Neste relento convívio
Sem essas cortinas,
Sem esse baixo,
Sem esse vazio
O dia
Nova forma de tortura se avizinha
O Sol não se responsabiliza
As ruas fervem,
Fervem como saúvas
Pilhas e trilhas congestionam a visão
Vou voltar para a noite
Ela me espera
De braços abertos
Sua boca seduz e me induz
Não quero olhar para aquele quarto sem luz
Quero ir,
Sempre...
Você vai me acompanhar?

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 28/03/2005
Código do texto: T8211
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 56 anos
3231 textos (120196 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/16 00:26)
Peixão