Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Em casa sem fazer nada...

Eu em casa sem fazer nada.
Até parece que tudo se repete.
Essa primeira, está aí há vários dias
E eu continuo na mesma
Rotina em cima de rotina
Sempre as mesmas desculpas
Sempre o mesmo cansaço
Como uma ladainha
Um dia corrido,
Um puta tempo para chegar em casa,
A porta fechada com sono
A falta de vontade
Os pés me enchendo o saco
Um banho, liga o computador
Esquenta a comida no micro-ondas
Alguma coisa na TV
Outra dose de conhaque
Uma cerveja pelo menos
O sono perdido na noite
Tantas indiferenças
Uma vontade de rasgar tudo
Um passatempo no computador
Meia dúzia de palavras na tela
A cabeça mais amena
O sono no silêncio do quarto
A cama quase arrumada
O telefone tocando
Putz! já é dia, cadê você?
O tesão, atrasado de novo
Alguma coisa no rádio
Tanta condução de manhã
Almoço as pressas, sem digestão
Estou voltando pra casa de novo
Nova ladainha sem tom, sem som
O sono faz a diferença
E ainda tenho que ouvir
Mais uma reclamação
Linha ocupada
Texto mal-feito de novo
Para apagar a luz
Com a conta vazia
Lá vai mais um cigarro
Este queima em silêncio
Só o bolso reclama agora
Meia-noite, luz, dentes,
Alguma coisa anda faltando
E a página nem começou.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 28/03/2005
Código do texto: T8243
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 56 anos
3231 textos (120192 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/16 21:10)
Peixão